Atedimento: +55 71 3321-4495

 
 

Centro Cultural

História

A Casa de Angola na Bahia inaugurada em 05 de novembro de 1999 é uma iniciativa da Embaixada de Angola no Brasil, com apoio do Governo do Estado da Bahia, Prefeitura Municipal do Salvador, e da Organização Odebrecht. A Casa de Angola na Bahia está sediada no antigo Solar do Gravatá, uma construção da primeira metade do século XVIII, que pertenceu à família Oliveira Mendes. O Solar foi tombado pelo IPHAN em 1974 e está localizado no Centro Histórico de Salvador (Baixa dos Sapateiros).

A Casa de Angola na Bahia objetiva consolidar os laços culturais entre Brasil e Angola, possibilitando à comunidade baiana o acesso à cultura angolana em especial, e africana, em geral.

A Casa de Angola na Bahia pretende firma-se como um centro de referência nacional e internacional, reconhecido pela qualidade da sua atuação junto aos países envolvidos e pelo impacto dos seus projetos sociais, culturais e educativos para o Brasil e para Angola.

 

Ao longo desses anos de existência, ela se transformou numa legítima Casa de Cultura Africana, com um ambicioso projeto cultural, mais próximo das demandas da comunidade baiana por informações sobre o Continente Africano, e mais sensível às potencialidades que seu acervo material, imaterial, histórico e bibliográfico pode oferecer à comunidade.

Após 10 anos de existência como Casa de Angola na Bahia, e com o objetivo de empreender um plano cultural mais sério, com menos improvisos e conscientes da cooperação mútua no domínio cultural entre os dois países Angola e Brasil, decidiram os dois governos transformarem as Casa de Angola na Bahia e do Brasil em Angola, em Centros Culturais, atendendo ao Acordo de Cooperação Cultural e Científica entre o Governo da República de Angola e o Governo da República Federativa do Brasil, assinado em junho de 1980.

Diante desse contexto, o Centro Cultural Casa de Angola na Bahia busca construir um modelo de projeto cultural democrático e descentralizado, desejoso de ampliar e intensificar a promoção da cooperação mútua nos domínios da cultura, da educação, da ciência, e da investigação científica.

Atribuições do Centro Cultural Casa de Angola na Bahia

  • Promover o livre acesso à cultura e a informação, seja por meio de livros, vídeos, exposições ou pela integração das linguagens artísticas e das práticas culturais;
  • Desenvolver o intercâmbio cultural e científico com entidades singulares e coletivas;
  • Promover programas de ensino das Línguas nacionais de Angola bem como do conhecimento e do seu patrimônio histórico-cultural.
  • Divulgar as artes plásticas, a música, dança, teatro, culinária e outras manifestações artísticas da cultura angolana, em particular, e africana em geral;
  • Promover e divulgar por todos os meios a cultura angolana;
  • Promover a investigação científica de forma a facilitar o conhecimento e divulgação da cultura angolana e sua relação com a cultura brasileira, fundamentalmente no domínio na história;
  • Estabelecer parcerias com Instituições Culturais, acadêmicas e outras afins no domínio cultural e de investigação científica;

Missão

Promover o intercâmbio cultural e social entre Angola e o Brasil, contribuindo para uma relação bilateral de solidariedade e fortalecimento mútuo, através de uma acção inovadora, que contribua para a formação de cidadãos capazes de promover o desenvolvimento intelectual, cultural, científico e económico entre Angola e o Brasil.

Visão

Ser a principal referência no domínio da investigação científica da cultura de Angola e do Brasil, e da relação destes com os demais países.

Valores

Consolidar os laços culturais entre Brasil e Angola possibilitando à comunidade bahiana e do Brasil em geral o acesso à cultura angolana em especial, e africana, em geral, através do reforço dos laços de irmandade e solidariedade, quer emergentes da historia comum quer a língua.

Objectivos

Objectivos Estratégicos

a) Criar um lastro efetivo de possibilidades, democratizando os mecanismos de participação e diálogo, aproximando e buscando interagir com as comunidades e instituições parceiras nos processos de acção cultural, educativa e científica;

b) Contribuir na divulgação e disseminação do acervo cultural angolano redefinindo a sua posição na formação da história brasileira, através de acções museológicas de pesquisa, preservação e comunicação, tendo preliminarmente, como estratégia de actuação a implementação e desenvolvimento de um Plano de Acção 2012-2017;

c) Contribuir para a divulgação e disseminação através da utilização do seu acervo cultural que construiu uma identidade capaz de redefinir sua posição na sociedade brasileira, aplicando acções museológicas de pesquisa, preservação e comunicação, levando em conta as directrizes e indicadores programáticos da sua proposta cultural, educativa, museológica e científica;

d) Implementar estratégias e mecanismos das linhas de acção do programa cultural e educativo do Centro Cultural Casa de Angola na Bahia, norteados por pesquisas científicas constantes no plano de acção.

Objectivos Específicos:

a) Construir bases participativas de integração e levantar subsídios para a implementação do Projeto Pedagógico do Centro de Cultura Casa de Angola na Bahia;

b) Promover articulação e interacção pedagógicas em todas as actividades e sectores do CCCAB e durante o processo de seu desenvolvimento;

c) Definir e implementar mecanismos operacionais de integração e desenvolvimento na relação Centro de Cultura Casa de Angola-EscolaComunidade e de promoção do diálogo permanente com outras instituições afins;

d) Capacitar monitores e técnicos para as actividades afins da acção cultural e educativa;

e) Promover a implantação gradual do processo de instalação do Núcleo de Pesquisa.

 
 

Praça dos Veteranos, Nazaré - Salvador - Bahia - Cep: 40024-125
+55 (71) 3321-4495 casadeangola@casadeangolanabahia.com.br

 
Facebook Level2